Conheça as diferenças entre Outbound e E-mail Marketing

  1. Home
  2. Blog
  3. Conheça as diferenças entre Outbound e E-mail Marketing

Há pouco mais de 10 anos, e-mail marketing era sinônimo de spam e comunicação invasiva. Provocava muita irritação nas pessoas que tinham suas caixas invadidas por mensagens genéricas inúmeras  vezes,  sem qualquer utilidade para a vida delas.

Hoje, a automação de marketing e a evolução das estratégias provocaram uma verdadeira revolução no uso de e-mail marketing, amenizando bastante essa situação. Tanto que o email marketing tornou-se uma das melhores maneiras de entregar as mensagens certas, para pessoas certas, na hora certa.

Para ter resultado, como tudo no marketing digital, a produção e o envio de e-mail marketing também exige técnica e estratégia.

Vamos falar aqui de duas delas e suas diferenças – o Outbound e- mail marketing, e do e-mail marketing propriamente dito, geralmente enviado por sistemas de automação.

Ferramentas diferentes

Embora aparentemente sejam  a mesma coisa e tenham a mesma finalidade de  impactar o cliente, Outbound e-mail marketing e E-mail marketing  são  bem diferentes. Cada uma com sua utilidade e aplicação.

O Outbound e-mail marketing faz parte de uma estratégia de prospecção ativa de clientes feita, entre várias outras ações, através do envio de e-mails.

É chamado de prospecção ativa por não “esperar” o cliente buscar os serviços ou produtos oferecidos – “ataca” antes, se apresenta, conquista. Com isso, chega a economizar até 60% do tempo das empresas gasto com prospecção.

Os e-mails no Outbound, assim como toda a comunicação dessa estratégia, ressaltam as “dores” ou os problemas que a empresa pode resolver com seus produtos ou serviços, levando o cliente ou prospect a realmente avaliar a necessidade do que está sendo oferecido.

“O Outbound Marketing personaliza os e-mails nos mínimos detalhes, com uma abordagem totalmente personalizada”, conta Augusto Afonso, CEO da Agência Influência. “Os e-mails tem uma redação informal, direta e atraente. Parecem ter sido enviados um a um.”

Mas o outbound e-mail marketing é ou não publicidade?

A resposta é sim. Outbound é publicidade. A diferença é que o Outbound permite traçar o perfil de “cliente ideal” e criar uma comunicação mais focada nesse universo. A comunicação é mais direta e pessoal, fazendo com que o prospect não se sinta apenas mais um.

“Esse é o ponto principal onde se difere um e-mail de Outbound de um e-mail Marketing. Já é comprovado esse tipo de comunicação, apenas por ser mais individualizada pode trazer uma taxa de retorno de 50% ou mais. E a explicação para isso é bem simples: as pessoas desejam ser tratadas como pessoas e não números”.

Formato

No Outbound a mensagem é enviada no corpo do e-mail da forma mais simples, diretamente de uma de uma caixa de e-mails real e pessoal para outra.

Veja o exemplo:

“Olá, Caio Lacerda, há quanto tempo, não é mesmo”? Sentimos sua falta!

 Como andam as operações no seu departamento?

 Gostaríamos de te ajudar nisso e naquilo etc.

 Então, podemos ser parceiros de negócios?

 Esperamos o seu contato. Para facilitar, deixo aqui o meu número 089 x xxxxxxxxx.”.

Outra informação importante: diferentemente do e-mail marketing, o Outbound E-mail Marketing não traz a opção “descadastrar”. Isso porque a sua proposta não é enviar e-mails periodicamente para potenciais clientes, como assim ocorre com o e-mail marketing, mas somente enquanto durar a campanha de Outbound E-mail Marketing.

“Isso não quer dizer que a marca abandonará o cliente,” ressalta Augusto Afonso. “Muito pelo contrário, poderá adotar outras soluções para mantê-lo fiel e nutri-lo a partir de conteúdos publicados em blog, site e redes sociais, por exemplo.”

E-mail marketing fora do outbound

O e-mail marketing é uma peça promocional e de comunicação em massa geralmente bem diagramada e bem construída com imagens, cores e links.

Apesar de algumas ferramentas de automação possibilitarem o envio de e-mails nominais e que tomem os devidos cuidados em sua estrutura para que o e-mail não vire um spam, fica claro para quem recebe, que se trata de uma peça de comunicação enviada para muitas pessoas ao mesmo tempo.

Essa é a maior diferença do Outbound para o e-mail marketing fora dessa estratégia.

“É bom ressaltar que são apenas ferramentas diferentes. Nenhuma é melhor ou pior que a outra,” explica Augusto Afonso.

“O e-mail marketing é excelente como uma forma de manter “vivo” o contato com o prospect, mesmo que ele ainda não tenha manifestado interesse. Enviar conteúdos esporádicos, desde que sejam relevantes para o negócio do cliente é sempre uma excelente estratégia para “evangelizar” e futuramente tentar prospectá-lo de forma personalizada novamente.

Entre os tipos de e-mails marketing mais utilizados estão: as newsletters, os  e-mail promocional, os sazonais  muito utilizados como ação de fortalecimento de marca, e-mail de boas vindas, os e-mails utilizados para e- commerce, os de incentivo para a primeira compra, entre outros.

Portanto, não há duvida que o e-mail continua a ser, em todas as ações,  um dos melhores canais para manter contato com seus clientes e potenciais clientes se tornando uma forte ferramenta para os profissionais de Marketing.

 Email Marketing

-É uma peça promocional

-Pode ser composto por texto, imagens, links, vídeos etc

-Não é indicado para prospecção direta

-É uma peça de comunicação em massa

-Não possui automação de cadências

Outbound Email Marketing

-É uma estratégia de prospecção ativa

-É composto apenas por texto

-É enviado de uma caixa de e-mails pessoal

-A abordagem é diretamente focada no negócio do prospect

Se você quiser saber mais sobre Outbound, e- mail marketing e outras boas práticas do marketing digital, converse com os profissionais da Agência Influência. Eles estão preparados para esclarecer todas as suas dúvidas e trazer os melhores resltados para sua empresa.

Anterior
Como escolher as palavras-chave para clínicas médicas
Próxima
Principais razões para otimizar o site da sua clínica
Menu